A Comissão de Ensino do CMBA tem o prazer de anunciar o primeiro curso de especialização em Acupuntura pela própria entidade.

O curso terá duração de 24 meses sendo executadas de modo híbrido, no qual as aulas teóricas serão transmitidas on-line às quartas-feiras das 20-22h, enquanto o treinamento prático ocorrerá somente nas seguintes cidades com seus respectivos responsáveis:

Chang Yen Yin – Manaus
Juliana Monticelli e Patrícia Paiva – Belém Osvaldo Campos – Teresina
Antonio Maciel – Aracajú
Antonio Cirilo – Palmas
Armando Freitas – Uberlandia
Eline Barbosa- Valparaíso de Goiás
Julio Marchi e Rogério Duarte – Florianópolis


O CMBA estará promovendo, a partir do segundo semestre deste ano, o primeiro curso de pós- graduação latu sensu organizado pelo seu colegiado. Além da dificuldade de acesso à formação desta especialidade médica em algumas regiões do país, percebe-se a grande carência de profissionais médicos especialistas em acupuntura lotados no SUS.

Neste sentido, a proposta é de criarmos um curso híbrido, com conteúdo teórico online e treinamentos práticos em serviços, estrategicamente localizados, em regiões mais remotas ou em outras, onde não existam, ou não tenham propostas de criação de cursos presenciais a partir das Federadas locais.

As aulas teóricas serão ministradas através da plataforma zoom, às quartas-feiras, das 20 às 22 h, onde serão convidados  renomados professores e jovens docentes indicados pelas escolas chanceladas pelo CMBA em todo o país. Tais aulas serão gravadas e disponibilizadas aos alunos através de acesso remoto a qualquer momento.

O programa a ser cumprido, seguirá o currículo mínimo preconizado pelo CMBA e terá a duração de dois anos, com carga horária total de 528 horas, sendo 176 horas de conteúdo teórico e 352 horas de conteúdo prático, sob supervisão de colegas titulados, especialistas em acupuntura, que atuarão enquanto preceptores locais.

O curso também estará aberto à inscrição de colegas titulados, enquanto programa de atualização. Desta maneira, procura-se ocupar uma lacuna, reclamada por muitos de nossos associados, no sentido da oferta de uma possibilidade de educação permanente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *